04/04/2008

Crônica do Amor Suspenso III

Sinceramente, não era pra ser esse o título.
Escreveria sobre outra música do mesmo cantor. Mas acabei descobrindo Goodbye my lover, de James Blunt.
Ao ouvir fiquei estática. É exatamente a trilha sonora ideal para Juan e Estela.
Muitas pessoas que lêem o ConFuso me pedem para escrever mais um capítulo dessa história. Minha irmã disse que vai gravar tudo num CD e publicar no futuro.
Eu, que sou apenas uma ensaiante no mundo das crônicas, fiquei até assustada por tanta identificação das pessoas com uma história fictícia.
Pra mim, é mais uma história de amor desencontrado contado de outra forma.
Enfim. Tudo que eles viveram nos últimos encontros, se resume nessa letra e nas imagens a seguir.
Dou a palavra a Mr Blunt, que traduziu em forma de música o desfecho para esse casal da crônica mais adorada desse blog.

video
Eu te desapontei ou decepcionei?
Eu devia me sentir culpado ou deixar os juízes desaprovarem?
Porque eu vi o fim antes de começar,
sim, eu vi que você estava cega e eu sabia que tinha vencido
Então eu tomei o que é meu por eterno direito
Tomei sua alma durante a noite
Talvez isso tenha acabado, mas não vai parar aí
Eu estou aqui por você, se você se importasse
Você tocou meu coração, tocou minha alma.
Você mudou minha vida e meus objetivos
E o amor é cego e eu soube disso quando
Meu coração estava cego por você
Beijei seus lábios e segurei sua cabeça.
Partilhei seus sonhos e a sua cama.
Conheço-te bem, conheço o seu cheiro.
Eu estive viciado em você.
Adeus meu Amor.
Adeus minha amiga.
Você tem sido a única
Você tem sido a única para mim
Sou um sonhador, mas quando acordo,
Você não pode destruir meu espírito - são meus sonhos que você toma
E quando você seguir em frente, lembre-se de mim
Lembre-se de nós e tudo que costumávamos ser
já te vi chorar, já te vi sorrir
Observei-a dormindo por um instante
Eu seria o pai do seu filho
Eu passaria uma vida inteira com você
Eu conheço seus medos e você conhece os meus
Nós tivemos nossas dúvidas, agora nós estamos bem
E eu te amo, juro que é verdade
eu não posso viver sem você
E ainda seguro sua mão na minha,
Quando estou dormindo
E eu irei aguentar minha alma no tempo,
Quando eu estiver ajoelhando aos seus pés
Estou tão vazio, querida, estou tão vazio
Estou tão, estou tão, estou tão vazio...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Que bom te ver por aqui! Que tal me deixar feliz com um recado teu?